(71) 99735 – 2128
contato@hebrombahia.com.br
Peneira realizada pelo Hebrom juntamente ao clube Fluminense

Num mundo que não para de mudar, as ONGs estão na linha de frente, enfrentando desafios e lutando por causas importantes. Nesse contexto, ter um planejamento anual é fundamental para nortear quais decisões serão tomadas diante dos desafios.

Neste texto explicaremos o que é um planejamento e quais são suas etapas. Acompanhe!

O que é um planejamento anual?

Um planejamento anual refere-se ao processo de estabelecer metas, objetivos e estratégias para uma organização, empresa ou indivíduo ao longo de um período de um ano. Esse tipo de planejamento é comumente utilizado para orientar as ações e decisões ao longo de um ciclo anual.

No contexto empresarial, o planejamento anual é uma prática comum para ajudar as organizações a alcançarem seus objetivos de curto prazo e a se adaptarem às mudanças do ambiente de negócios. Ele pode incluir várias atividades, como a definição de metas de vendas, a alocação de recursos financeiros, a programação de projetos e a identificação de áreas de melhoria.

No âmbito pessoal, um planejamento anual pode ser utilizado para estabelecer metas e prioridades em diferentes áreas da vida, como carreira, educação, saúde, finanças, entre outros. Isso ajuda a criar um roteiro para alcançar os objetivos ao longo do ano.

O que é um planejamento anual?

Etapas do planejamento anual

Já para organizações do terceiro setor, o planejamento anual envolve considerações específicas relacionadas à natureza e aos objetivos dessas organizações. Aqui estão algumas etapas e considerações comuns para um planejamento anual nesse contexto:

    1. Avaliação do desempenho passado:
      • Revisão das atividades e projetos do ano anterior;
      • Análise dos resultados alcançados e identificação de lições aprendidas.
    2. Análise do ambiente externo:
      • Avaliação das tendências sociais, políticas, econômicas e legais que podem impactar as operações da organização;
      • Identificação de parcerias potenciais e oportunidades de financiamento.
    3. Definição de metas e objetivos:
      • Estabelecimento claro de metas e objetivos alinhados à missão da organização;
      • Definição de indicadores de desempenho para avaliar o progresso ao longo do ano.
    4. Elaboração de estratégias:
      • Desenvolvimento de estratégias para alcançar as metas estabelecidas;
      • Identificação de novas abordagens ou programas que possam ser implementados.
    5. Orçamento e alocação de recursos:
      • Elaboração de um orçamento que considere as necessidades financeiras para a implementação das atividades planejadas;
      • Alocação eficiente de recursos, incluindo pessoal, financiamento, voluntariado, etc.
    6. Captação de recursos:
      • Identificação de fontes de financiamento, incluindo doações, parcerias com empresas, projetos subsidiados, entre outros;
      • Desenvolvimento de estratégias para diversificar as fontes de receita.
    7. Envolvimento da comunidade e parcerias:
      • Estabelecimento ou fortalecimento de parcerias com outras organizações, empresas e órgãos governamentais;
      • Engajamento da comunidade local e partes interessadas no planejamento e nas atividades.
    8. Monitoramento e avaliação:
      • Implementação de sistemas de monitoramento para acompanhar o progresso em relação às metas;
      • Realização de avaliações regulares para medir o impacto das atividades.
    9. Comunicação e transparência:
      • Desenvolvimento de estratégias de comunicação e marketing para envolver os doadores, voluntários e a comunidade;
      • Manutenção da transparência sobre o uso dos recursos e os resultados alcançados.

Como captar recursos para uma ONG durante o ano?

Como captar recursos para uma ONG durante o ano?

A captação de recursos é um aspecto importantíssimo  para as ONGs ao longo do ano. Para garantir o sucesso e a continuidade das atividades, é essencial diversificar as fontes de receita e adotar estratégias eficazes. Aqui estão algumas abordagens valiosas para captação de recursos:

Campanhas de doações online

As plataformas de crowdfunding oferecem uma maneira acessível e eficiente de alcançar doadores em todo o mundo. Sites como Kickstarter e GoFundMe permitem que as ONGs criem campanhas específicas para arrecadar fundos online.

Doações recorrentes

Incentivar doadores a fazerem contribuições regulares, seja mensal ou anualmente, estabelece uma base de receita consistente ao longo do tempo.

Eventos de angariação de fundos

Organizar eventos, como jantares beneficentes, leilões ou corridas, não apenas arrecada fundos, mas também envolve a comunidade local na causa da ONG.

Parcerias empresariais:

Estabelecer parcerias com empresas locais pode resultar em doações diretas, patrocínios de eventos ou programas de voluntariado corporativo.

*Texto produzido e distribuído pela Link Nacional para os assinantes da solução Conteúdo para Blog.

Nova Parceria firmada entre a HEBROM e Associação Ga Alama do Senegal – África.

Não existe fronteiras para ajudar as pessoas. Principalmente Crianças.

Você vem comigo ajudar mudar o mundo a nossa volta?